Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Óculos Roxo

Óculos Roxo

Diante de tantos olhos,
De tantos corpos encostados,
Atentos na voz do conhecimento.
No meio de tantas peles,
De cores várias, de várias formas,
De belezas e maquiagens múltiplas,
Há uma menina escondida
No óculos roxo dos finos olhos.

Está no centro das cadeiras vazias
O seu rosto semi-pálido, sem riso.
Seus pés apoiados no vão da cadeira à frente,
Com o seu all star preferido.

Mulher de alma quieta,
Que guarda em teu ser a inteligência
Nas poucas palavras ditas,
Na calma voz baixa.

Tudo parece ser tão pouco,
Diante de tudo que tem.
Poucos devem saber o instante
Que sua alma se enaltece.

Deve ter amor que pouco sente
Ou é angústia que sente tanto?

Dentro dela habita um pouco
De tudo que a cerca.
É confuso abraçado com a dúvida.

É tudo que pressinto
Mas nada sei...
Tudo vejo aos meus olhos
Além da lente, ao longe.

Daniel Pinheiro Lima Couto

31/08/2006





Daniel Couto
Enviado por Daniel Couto em 01/09/2006
Código do texto: T230454

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Daniel Pinheiro Lima Couto). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Couto
Curitiba - Paraná - Brasil, 34 anos
110 textos (6652 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:33)
Daniel Couto