Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


" Amor e Dança "

Evaldo da Veiga





Gosto de dançar, mas tenho dançado sozinho

Várias vezes, em pedacinhos

O que me importa é dançar

Não tenho tido ânimo pra dançar fora

Talvez seja o horrível das ruas

Barulho infernal e bala perdida

Não é ser  medroso, e nem medo de morrer

Mas levar bala sem doce, que machuca 

É hipótese  ruim de doer


Estou me guardando nem sei pra que

Se tudo que eu quero acontece agora

Talvez seja o receio da coisa não continuar

Assim, bem simples, mas dando pra viver e sorrir

Paira no ar um sintoma de melhora política

E de fato, tudo com a saída DELE,  melhorou

Agora e não deixar que o existente lá fora

Entre aqui, fazendo  clima de dor


Estou me preservando para o momento de o agora

Ir muito lá fora é voar ao futuro

Ao futuro só lúcido e plantado

Ir seguro nos Santos

Se eles existem? claro que sim!

Não fosse isso, quem vos estaria falando

Já morri algumas vezes e conheço a experiência

Nada de morrer mais ou menos

Se morrer outra vez, que seja bem alegre

E que não mate de susto ninguém
Menos ainda que não mate o amor







evaldodaveiga@yahoo.com.br


Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 02/09/2006
Reeditado em 25/02/2011
Código do texto: T230708

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313612 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:48)
Evaldo da Veiga