Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

destino: solidão

não se sabe dizer ao certo
o que é bom ou o que é ruim
só sei que quando está perto
quando está perto de mim
eu saio de sintonia
eu tenho arritmia
não consigo respirar
sofro de paralisia
não sinto o que antes sentia
não paro de te amar


teu amor é uma intensa locomotiva
que carrega para longe o meu coração
vai embora bem depressa na estrada cativa
leva junto minha vida nesse imenso vagão

no itinerário da vida meu destino é a solidão
que segue sempre comigo na forma de canção
e no túnel do amor esse trem não vai parar
eu pulo pela janela e começo a caminhar
pra tudo continuar, pra tudo continuar...
Diógenes Sousa
Enviado por Diógenes Sousa em 03/09/2006
Código do texto: T231391

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diógenes Sousa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
79 textos (2059 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:04)
Diógenes Sousa