Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ADEUS

Tudo termina
Quando se começa
O início da tarde
É o adeus da manhã fria

O primeiro acorde
Encerra
A beleza da melodia
E a majestade da peça

O princípio da alegria
Já é saudade
E vem depois do fim
Da festa

O sorriso do palhaço
Nada mais é
Do que uma face
Encoberta

E o amor
- Quem diria...
Sempre é fantasia
Quando recomeça

E a poesia
Mais bonita
Só é palavra
Nunca é o poeta
Caco Nemer
Enviado por Caco Nemer em 08/06/2005
Reeditado em 10/06/2005
Código do texto: T23237
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caco Nemer
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
69 textos (5020 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:55)