Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEMBRANÇAS DA VIDA

Pensei e Repensei ...
O que seria o viver ?
O que seria ser feliz ?

E foi pensando que me relembrei de coisas simples que quando eu era criança me enchiam de satisfação:
Olhar para o céu quando está chovendo recebendo esta chuva no rosto, respingos de coca cola no nariz,
andar descalça,
olhar as nuvens e encontrar formas,
contar estrelas ( mesmo  correndo o risco de dar verrugas na ponta do dedo),
olhar para a lua e imaginar do que ela era feita,
sentar na enceradeira quando minha mãe encerava a casa,
andar com meus pés sobre os pés de meu pai,
passear de carro em pé entre os dois bancos da frente cantando,
fazer castelos de areia na beira do mar,
colocar o rosto na janela do carro e sentir o vento até perder o fôlego, jogar cinco marias,
brincar de balanço e gritar pra empurrar mais e mais na esperança de poder voar,
fazer minha boneca dormir e pedir silêncio a todos,
usar sapatos de minha mãe,
pular amarelinha,
pular corda,
andar na enxurrada na saída da aula,
raspar a vasilha onde foi feita a massa do bolo de chocolate,
juntar pedrinhas diferentes,
fazer coleção de figurinhas,
brincar de “ a palavra é .....”,
passar anel ,
brincar de pera , uva e maçã ,
dar cambalhotas,
passar batom e encher meu espelho de beijinhos,
subir no ombro de meu pai pra mergulhar na piscina,
algodão doce,
pipoca ,
picolé,
colocar moedas no cofrinho ,
passar esmalte nas unhas,
andar de bicicleta e sentir o vento,
comer bala puxa puxa,
jogar peão,
jogar finca,
pegar carona no carrinho de rolimã do meu irmão,
mexer nos potinhos da minha avó,
fazer roupinhas para as bonecas com os retalhos de tecidos,
brincar de adoletá,
Jogar benti altas ,
brincar com os carrinhos dos meus irmãos,
ver minha mãe fazendo almoço e imaginar que um dia eu iria saber fazer tudo aquilo,
ver meu pai fazer barba e brincar com a espuma ....

De quantas coisas e situações eu fui capaz de lembrar !!!!!!!!
E como eu me sentia feliz diante de tudo isso!!!!!!!!
Onde ficou essa sensação gostosa? Onde será que eu estava que não vi nada disso acabar? Por que será que a felicidade era tão simples ????
Mil perguntas me passam pela cabeça. Perguntas que me enchem de saudades e de emoção diante desse passado tão presente em minha vida e tão distante do meu mundo atual.
Por que?
E aí me pergunto mais uma vez? Por que parei ? por que não posso continuar a buscar a felicidade nessas situações que já me trouxeram a certeza de ser feliz????????
Posso sim ...... e assim eu faço.
Sou menina quando preciso ser , mesmo sendo uma mulher que precisa estar atenta à vida e às pessoas. Até hoje gosto da chuva , gosto da sensação dos espirros de coca cola no meu nariz ....Ah ! como é bom Ter a sensações de uma criança.... Claro que algumas situações não poderei mais fazer, como por exemplo, ficar em pé entre os bancos do carro de meu pai e cantar, como andar sobre os pés de meu pai, como me assentar na enceradeira, mas com certeza posso extrair dessas lembranças a certeza de que fui e ainda posso ser feliz sem que pra isso eu tenha que Ter o mundo , sem que pra isso eu tenha que possuir, sem que pra isso eu tenha  que sofrer....
O dia que eu entendi que a felicidade é um momento intenso e bonito que vivemos, pude compreender  por que nunca esqueci de tudo isso que vivi.
Quero continuar buscando em minha vida esses momentos, independente de quem esteja ao meu lado. Ninguém pode e nem deve ser responsável por minha felicidade.Eu sou a dona de minha vida e como tal sou responsável pelo o que faço com ela.
Quero buscar a intensidade nas minhas atitudes e nos meus sentimentos independente de todos os outros.
Isso só é possível quando percebo o quanto sou capaz de gostar de minha vida mesmo que esta as vezes me faça sofrer.
Foi sofrendo que aprendi a buscar esses meus momentos para aliviar minha alma . Foi sofrendo que cresci e amadureci e percebi o quanto minha vida valia a pena.
Não quero mais desistir de viver quando tudo se torna difícil.Tenho a capacidade de reinvestir minha energia em mim mesma. Sou capaz de acreditar nas possibilidades que vivo no meu caminho.
Cada uma delas me aponta uma direção, um caminho e só eu posso optar em qual seguir. Tento seguir meus sentidos que aguçados estão de tanto utilizá-los para me sentir feliz.
Descobri que na vida o que vale mesmo é Ter a coragem de enfrentar os desafios com a tranquilidade de quem acredita sempre, de quem agradece sempre .
A luz tá dentro de mim ....dentro de cada um de nós .... o que tenho que fazer é deixar essa luz sair ....é fazer essa luz iluminar meu exterior também......
Luz é vida  e vida precisa de luz.
Temos que acreditar nisso !!!!
Caso contrário nada terá sentido .........

Tânia Regina Oliveira
Enviado por Tânia Regina Oliveira em 04/09/2006
Reeditado em 05/09/2006
Código do texto: T232892
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Regina Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 55 anos
52 textos (1053 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:44)
Tânia Regina Oliveira