Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PÓ DAS PÉTALAS

PÉTALAS DE CORES FALSAS
QUE ENGANASTE AS BELAS ROSAS
UM DIA SURGIRA NO MUNDO
NUM MUNDO QUE NÃO TINHA MAIS VOLTA

VIRANDO EM PÓ O ORVALHO
DEIXANDO EM SI O CONTRÁRIO
DEITOU-SE SOBRE A CAMA DE ESPINHOS
PERFURANDO SUA ALMA E SEU CAMINHO

TU QUE VIRASTE PÓ DE LIMO
ABRISTE AQUELE BELO CAMINHO
COSTURANDO A FLOR EM DOR
MESCLO-A NO TRISTE HORROR

PÉTALAS QUE NÃO FAZEM MAIS SENTIDO
AGORA CAEM DEVAGAR EM OMBRO AMIGO
CHORAM O LEITE DERRAMADO
QUE É JOGADO SEM RUMO E EM PEDAÇO

COR, TEMPO E MOVIMENTO
ELAS CAEM SEMPRE NO MESMO MOMENTO
PINCELAM O QUADRO INFINITO
INFINITO É MESMO O TEU TEMPO

DÓ QUE FAZ RÉ SEM MI
NO FÁ DO SOL, LÁ, SI
O DÓ QUE UM DIA ESGOTOU
VAGANDO PELO CÉU CHOROU
 
O PÓ DAS PÉTALAS FOI CAINDO
SOBRE A CABEÇA DAS PESSOAS SE DISPINDO
A TERRA TODA ESTREMECEU
E COM O UNIVERSO INTEIRO DESAPARECEU
 
TRISTE O FIM DO COLORIDO
QUE UM DIA NO MUNDO HAVIA SURGIDO
DEIXOU SUA HISTÓRIA EM PRETO E BRANCO
DERRAMANDO AGORA SUA GLÓRIA EM PRANTO

LARA


Proibida a cópia. Este trabalho Também está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
Larissa Feitosa
Enviado por Larissa Feitosa em 05/09/2006
Reeditado em 11/07/2007
Código do texto: T233664

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Larissa Feitosa
São Paulo - São Paulo - Brasil
27 textos (4696 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:36)
Larissa Feitosa