Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um recado para alguém 
(neste Recanto das Letras)...



A alguém que só faz escarcéu,
Estas letras "vou desperdiçar".
Mesmo com os cães a ladrar
E burros loucos a zurrar,
Não creio que bradem ao céu!

Esse pobre ser enjeitado,
Pelo destino ou á nascença,
Aconselho um tratamento,
Se possivel, demorado,
P'ra sua contínua "doenca".

Não pense que se consegue
Destruir um amor tão bonito,
um sentimento no qual acredito,
Que pela libido não começou,
Nem seduções promiscuas usou,
Mas, sim, seu amor, pelas letras!

Publica seus "encontros amorosos",
De mau gosto e tons duvidosos
Nada mais consegue exibir,
A não ser um lado vil, pernicioso
E sua própria imagem denegrir.

Nunca use a poesia p'ra concorrer
Ou destruir a quem se ama.
Nunca utilize "palavras sagradas",
Como recursos mal conseguidos,
Para encher uma vazia cama.

O amor, surge sem pressas,
E quando já nem se espera.
Mas, por vezes, sofre estocada,
Por intenção bem malfadada,
De quem não passa de vil megera.

Deixe, pois de poluir, este lugar,
Onde reais poetas se encontram
E todos aqueles que têm admiração
Pela poesia e a sabem amar.
Os espíritos vís com certeza,
Dela não tirarão a nobreza.

A esse alguém, me dirijo
Aqui, deste meu terreno.
E degladio intransigente,
Pois quem prostitui a escrita,
É bicho feio, ser obsceno,
Não é poeta, tão pouco é gente!
Aguarela Matizada
Enviado por Aguarela Matizada em 06/09/2006
Reeditado em 03/01/2010
Código do texto: T233689

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aguarela Matizada
Brisbane - Queensland - Austrália, 57 anos
266 textos (10830 leituras)
8 áudios (206 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:01)
Aguarela Matizada