Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poetnia

Poesia navegante
Portugal - Brasil
Achamento. Selvagens.
Mata. Bicho. Rio.
Língua mátria
Salve Caminha!
Terra à vista
Porto Seguro. Brasil.
Terra rica, terra fértil
Em se plantando tudo dá
Cana-de-açúcar, café, ouro
É natureza pra se fartar...
Minha terra tem palmeiras
onde canta o sabiá
mas os indios foram cativos
dos brancos do além-mar!
Muita luta, catequese
imposição de religião
inúmeras tribos extintas
em nome de Dom João .
E veio a Mãe África
com toda força e esplendor
mãos doces de cana
mães amargas de dor.
Luta. Escravidão
Quilombo dos Palmares
Negros vistos como gente
Poesia - Castro Alves!
Meu Brasil Brasileiro
Atabaques, bandolins
Mãos negras, mães pardas
Rosas,dálias, orquídeas, jasmins.
Meu Brasil brasileiro
José, João, Helena, Maria
juntos numa mesma face.
Brasil - Poetnia.
Luh Oliveira
Enviado por Luh Oliveira em 06/09/2006
Reeditado em 06/09/2006
Código do texto: T234286

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luh Oliveira
Ilhéus - Bahia - Brasil
141 textos (6954 leituras)
13 áudios (1544 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:12)
Luh Oliveira