Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

II

havia seguido sozinho
porque o sol que ascendia a minha direita
ofuscava todo olhar que eu dirigia.
mudei o rumor das árvores
acalentando sombra
frescor que lavasse minha alma de todo pesadelo.
segui a esquerda imaginando que no horizonte
eu fosse topar com os meus sonhos.
os pés cansavam a cada passo,
mas eu tinha esperança.
para distrair decidi encarar as nuvens,
seu movimento delicado
contrastava com o tremor que eu não conseguia conter;
um amigo me havia dito que nesta horas
se orasse com fervor todo este desespero se dissiparia;
eu orava com um dos olhos abertos para ver se algo acontecia.
não acreditava por inteiro
tinha fé na poeira que cobria o caminho
e soterrava os viajantes.

enquanto caminhava
os costas deixavam o peso do sol para trás,
esquecia.

era convidado pela noite a me entregar
nisso eu tinha fé
largava o corpo a seguir o caminho que quisesse,
não tinha mais olhos
não sentia que o fim chegava
mas ele estava lá aguardando o meu abraço,
isso eu sabia
porque é sempre com um abraço que o fim se inicia.
daniel rodrigues
Enviado por daniel rodrigues em 10/09/2006
Código do texto: T237107
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
daniel rodrigues
Londrina - Paraná - Brasil, 33 anos
61 textos (2261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:06)