Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU SOU

Eu sou a brisa da manhã caindo no seu rosto
Sou o palpitar do coração querendo sempre mais
Sou a lágrima que desliza levando embora o desgosto
Sou o cantar da passarada acalmando os seus ais.

Eu sou o balbuciar das palavras da criança inocente
Sou o caminho a percorrer nas longas estradas da vida
Sou o afagar das mãos trêmulas do ancião carente
Sou o ninho que acolhe as aves nas matas perdidas.

Eu sou o borbulhar das águas puras nas vertentes
Sou o esplendor da lua brindando com a natureza
Sou o bailar das borboletas nos dias mais quentes
Sou a flor do seu jardim esnobando a sua beleza.

Eu sou o forte manancial das águas cristalinas
Sou o canto das aves anunciando o amanhecer
Sou a luz matinal despedindo-se da noite que termina
Sou o encanto dos jardins num eterno florescer
Clara Strapazzon
Enviado por Clara Strapazzon em 17/09/2006
Código do texto: T242348

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Clara Strapazzon
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
228 textos (29595 leituras)
9 áudios (1145 audições)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:49)
Clara Strapazzon