Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trovejando

Trovejando...
Em meu céu agora chove
A chuva ácida que corrói os transeuntes.

Nuvens, nuvens que carregam meus sonhos
Insistem em deixar-me seco.

Ilusões na noite, vultos fugazes
Soprando a brisa que me encolhe.
Trovejando...

Trovejando...
E aqui cai a chuva fina.
A chuva fina que inunda minha mente.

Nuvens, imagens, cinzentas e disformes
Insistem em me molhar.

Desconfiados sussurros, ventos velozes
Girando o turbilhão que me envolve.
Trovejando...

Trovejando...
E eu não vejo um palmo além.
É escuro e inexplorado – meu coração.

Névoa, névoa que cega meus neurônios
Insiste em deixar-me lúcido.

Carrosséis de medo, serpentes vorazes
Levando-me ao abismo escuro e enorme.
Trovejando...

Trovejando...
E é cada vez mais pavoroso.
O labirinto está de novo se fechando.

Mas volta o astro soprando as nuvens,
Soprando...

E as gotas ainda caem, frias e tenazes.
Congelando-me, tornando-me torpe.
Trovejando...
Rafael Fontana
Enviado por Rafael Fontana em 24/09/2006
Reeditado em 13/07/2008
Código do texto: T247781

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Fontana
Caeté - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
11 textos (228 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:39)