Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morena




Morena

Tantas passaram,
Quantos olhos límpidos
Me desejaram,
Nenhum feitiço.

Quantas mãos me apertaram,
Quantos olhos desejaram
O meu demorado beijo
E nenhum desejo.

Quantas ganharam
Os efêmeros versos
De momentos de ebulição,
Que em segundos esfria.

Muitas me amaram,
Outras choraram
Diante do silêncio,
Onde o meu coração mora.

O meu amor é um.
Vasto, longínquo.
Fronteiras,
Distância maldita.

Amei uma apenas.
Chorei por uma só.
Fiquei louco e feliz
Lucidamente contente,
Só por você.

Eu não me reconheço
Cada vez que te conheço,
Mais e mais,
Mais me entrego.

Você me encanta
Agiganta minha alma pequena.
Você é meu devaneio,
Meu real querer
Meu mundo inteiro.

Você é minha poesia rimada
Metrificada, tocada,
Aspirada.

Você é serena,
Que me atormenta,
Estremece-me de saudade,

Você é minha morena
Minha, minha, minha.

Daniel Pinheiro Lima Couto.

29/09/06


































Daniel Couto
Enviado por Daniel Couto em 03/10/2006
Código do texto: T255133

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Daniel Pinheiro Lima Couto). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Couto
Curitiba - Paraná - Brasil, 34 anos
110 textos (6652 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:30)
Daniel Couto