Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOMENTOS DE TERNURA

momento I

quem é o homem de barba rala
e charuto comprido,
que caminha feito espectro
pêlos campos do continente?
é o irmão da américa independente,
o poeta dos descampados;
o médico dos males que não se contam;
é che, o guerrilheiro,
pai dos que não lutam
e não sofrem por sua fome;
o amante da liberdade e da ternura

momento II

porque lha negaram em toda a vida,
foi a sierra maestra
à procura daquela flor tão contestada e pretendida.
dela você fez um fuzil
para lhe defender o desabrochar
e garantir-lhe o perfume.
porque não entenderam a fragrância de seu perfume
seguiu rumo ao incerto
onde imaginou florescessem outras rosas,
e de cujas rosas poderias construir um jardim,
onde todos pudessem cantar.
ao nascer do sol.
não deu certo che;
não nos passaram ainda,
a fragrância de sua ternura,
que violentamente interromperam nas sierras bolivianas
Wagner M Martins
Enviado por Wagner M Martins em 06/10/2006
Código do texto: T258011

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wagner M Martins
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 64 anos
72 textos (6084 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:48)
Wagner M Martins