Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

USINA DA CANA QUEBRADA(OU O GRANDE CALOTE)

na curva da estrada
a vida parada
na curva da estrada.
restos selvagens
do capital bolorento
na curva fechada
da cana quebrada.
na curva da estrada
a mata folhada
a vida afogada
no sabor do nada
da rotina acabada.
na curva da estrada
os restos mortais
de uma safra apagada.
braços cansados
emergem do nada
buscando a voragem
do coma alcoólico,
esperança do nada.
na curva da estrada
a dança macabra
dos braços rasgados
em troca do nada.
na curva da estrada
a mão traiçoeira
no bolso enfiada.
na curva da estrada
os homens sedentos
herança faminta
da usina quebrada.
Wagner M Martins
Enviado por Wagner M Martins em 06/10/2006
Código do texto: T258013

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wagner M Martins
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 64 anos
72 textos (6085 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:31)
Wagner M Martins