Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tardio


Bateste tarde à esta porta
Encontraste o que sobrou
Da espera de milênios
Musgo e vida decomposta.

Chegaste demais tardio
E as horas longas de frio
O gelo e a chuva imposta
Já não entendem teu gesto

Partiste cedo demais
Aceno distante num cais
E o colorido esvaiu-se
Como cores do arco-íris

Agora um retorno vão
E as ruínas com que deparas
São marcas de quem – solidão,
Renasceu e entendeu a estrada.

Sônia C Prazeres
Enviado por Sônia C Prazeres em 07/10/2006
Reeditado em 14/02/2007
Código do texto: T258695

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sônia C. Prazeres www.soniaprazeres.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia C Prazeres
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
178 textos (8564 leituras)
15 áudios (1757 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:40)
Sônia C Prazeres