Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recomeçar

Nossa geração não quer mais sonhar
não quer mais nem acreditar
que podemos ser meninos
que o corpo não nos trai
que somos nós, que o traímos


eu nem durmo preparando travessuras
açúcares do meu dia, em festa,
ranhuras que busco nas fissuras
e brinco até do que não presta
quero a farra, não quero sangrar
não quero ir ao que não tem jeito
quero fazer do meu riso, meu gargalhar
o meu hino, a ave do meu peito
eu ainda, sou mesmo, uma menina
que apronta até não mais poder
que dança com a molecada na esquina
e, às vezes, faz birras de doer
e insisto em cantar diferente, recomeço
vou no limiar, na corda, desafino
e talvez um dia te prove que não meço
um homem só pelo seu desatino.
Maria Quitéria
Enviado por Maria Quitéria em 08/10/2006
Reeditado em 09/10/2006
Código do texto: T259367

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mquiteria). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Quitéria
São Paulo - São Paulo - Brasil
1098 textos (344674 leituras)
1 áudios (2463 audições)
4 e-livros (3952 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:59)
Maria Quitéria