Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia de Bolso 51 ( Aos que minguam )


Então era isso...
( Meu riso se espanta
E apaga a esperança
Que ainda respirava... )
Era o escândalo
Nas ruas de almas transparentes
Rentes ao chão de alvas pedras
Branco de todas as impurezas
Era um cisco de vida
No olho do mundo
Apenas risco
No mapa-mundi da indiferença
Que pena!
Aldo Guerra
Enviado por Aldo Guerra em 13/10/2006
Código do texto: T263163
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Guerra
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
296 textos (26100 leituras)
3 áudios (490 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:49)
Aldo Guerra