Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A cidade trocando as suas vestes

A cidade trocando as suas vestes
E o seu povo mudando o guarda roupa


Muitas vezes o verbo enfim se cala
Com vergonha de tanta crueldade
Ver um povo sem ter felicidade
Numa selva tão fria em larga escala
Um inocente descansa em sua sala
E a gana do jogo não se poupa
De migalhas promessas e garoupas
Perdem a paz pelo luto que vos destes
A cidade trocando as suas vestes
E o seu povo mudando o guarda roupa


Batalhar torna a vida uma inconstante.
O cenário transmuda-se outra vez.
O mistério não sei quem foi que fez
Da mortalha que muda a todo instante.
Vê na paz o seu sonho mais distante,
Extraindo da vida toda a poupa.
Os seus sonhos mudados em estopa,
Suas almas usadas como testes...
A cidade trocando as suas vestes
E o seu povo mudando o guarda roupa.


Maviael Melo/Galdêncio Neto
Poeta Galdencio Neto
Enviado por Poeta Galdencio Neto em 07/12/2010
Código do texto: T2658250

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Galdencio Neto
Sertânia - Pernambuco - Brasil, 41 anos
47 textos (4157 leituras)
9 áudios (431 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/07/17 11:52)
Poeta Galdencio Neto