Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

In Garapiá

Tomar o ar
Entrar no carro
A estrada chega
Milhões de insetos
nos observando
Estrada a pé
Lambe o mel
Teu sorriso me ilumina
Acompanho teus passos na trilha
O verde da mata sou eu
Pula pela pinguela
Comtempla flores até ser uma.

Sorrindo vamos,
felizes estamos,
bichinhos somos
andando sem parar
conversando, correndo, vibrando.

In Garapiá
o alabastro da janela d'alma
dilui-se para ser tudo ali.
Para a vida verde adentrar
até ser um só.

Para um reencontro em vegetal,
para um ovir de cantos próprios
para um vento que desvela
a presença pueril do ser.

Viva a Terra ainda sem Progresso!
In Garapiá


Magnabosco
Enviado por Magnabosco em 16/10/2006
Código do texto: T266195
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Magnabosco
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 41 anos
7 textos (108 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:25)
Magnabosco