Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silhueta

J B Carneiro

Cai a noite...
O céu parece estar em festa:
O Universo carrega um manto estrelado,
Ostentando a cabeça, a coroa do luar.

Nuvens espessas em gradação de cores
Formam: castelos, bosques e rios,
Filigranas turquesa entrelaçados,
Aguardam-te vir de longe...
Aportar no cais precioso!

Eis que suge a gôndola esperada:
Aproxima-se de mansinho, sobre as águas prateadas,
Colhi pétalas caídas..
Tranformei-as em feixes, na tua triste partida...
As margaridas, na tua alegre chegada!

No ancouradouro da esperança,
Seus pés retornam a pisar...
Bosques verdes e campos dourados,
Espalham na brisa, pétalas de nebulosas...

Os sinos do coração badalam sem parar...
Seu véu carmim, adejava à brisa primaveril!
Seus lábios tem curvas suaves, como o topo da maçã.
Sua voz... transbordava desejo de amor!

A ponta da sua língua entre seus lábios,
Mantinham serena suas feições jovens e suaves.
Lágrimas de saudades brotavam de seus olhos,
Solevantando as sobrancelhas e apertando os lábios:
Expressavam sua emoção sem dizer palavra...
Jose Belarmino Carneiro
Enviado por Jose Belarmino Carneiro em 18/10/2006
Código do texto: T267246
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Belarmino Carneiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
13 textos (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:36)
Jose Belarmino Carneiro