Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO I

HOJE ME SINTO SÓ
COMO UM NAVIO ABANDONADO
EM UM ESTALEIRO,AO ESQUECIMENTO.
E PERGUNTO AO VENTO:- PORQUÊ NA VIDA
ESTOU TÃO SÓ ?...

HOJE,EM MEIO AS MATAS E O MAR
ENTRE FLORES E PÁSSAROS
O VENTO AS VEZES ME CONTA
QUE NINGUÉM SOFRE POR SOFRER
MAS DISSE TAMBÉM,PASSADO É PASSADO
E QUE ÁGUAS PASSADAS NÃO MOVEM MOINHOS.

PORQUÊ NESTE MOMENTO ME SINTO TÃO SÒZINHA,
ENTRE PENSAMENTOS E O DESTINO
DE QUEM VIVE POR VIVER ?...

ME DISSE TAMBÉM,PARA NÃO CHORAR
POR NÃO VER O SOL,
POR QUE AS LÁGRIMAS ME IMPEDIRAM
DE VER AS ESTRELAS.
MAS COMO POSSO SER IMPEDIDA DE VER AS ESTRELAS,
SE NEM O DIREITO DE CHORAR EU TENHO ?...

ME DISSE TAMBÉM PARA SER FORTE,
POIS DE QUEDAS E OBSTÁCULOS,
TAMBÉM É CONTITUÍDA A VIDA.
MAS COMO CURAR UMA FERIDA
QUE SE ALOJOU DENTRO DO PEITO,
ME FAZENDO TANTO SOFRER ?...
PORQUÊ ME INCLINAR DIANTE DE TUDO,
ME FAZENDO DE PRIMITIVA,
POIS NESSE MUNDO,TENHO POUCA RAZÃO DE VIVER ?...


           NITERÓI - RJ   18/10/2006

               
Angelnice
Enviado por Angelnice em 18/10/2006
Reeditado em 28/10/2006
Código do texto: T267796
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angelnice
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
12 textos (425 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:04)
Angelnice