Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Despedidas

Lenamais

Talvez nem percebeste
quando entrei na tua vida
cheguei de mansinho
naveguei no teu corpo
explorei cada parte
mas nunca tomei posse

Estranha esta conclusão
depois de tanto tempo
mas era como se fosse...
um brinquedo emprestado

Sempre tive a sensação
que chegaria o dia da devolução
a quem? não sei...

Noites coloridas vivemos
mas faltava o brilho
foi como se o tivesse alugado
sempre tinha algo a menos

Senti isto por tanto tempo
parecia absurda sensação
protelei na decisão

Hoje me sinto pronta
em perfeita condição
de encarar a realidade

Vou saindo...
de mansinho como cheguei
as razões ficaram para trás

Nada resta do que nunca existiu
ficamos nós por aqui
sem despedidas...

Quem sabe se nas minhas andanças
consigo sair do aluguel
conquistar até uma escritura

www.lenamais.com.br
Lenamais
Enviado por Lenamais em 19/10/2006
Código do texto: T267895
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lenamais
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
113 textos (8360 leituras)
7 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:54)
Lenamais