Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cavaleiro

J B Carneiro

Sou cavaleiro andante,
na estrada do amor esquecido,
levo  consolo ao coração errante,
sou o herói, sou o par, sou o bandido.

Quero apear em cada encruzilhada,
pra ouvir o toque dos berrantes,
ecoando entre a relva verde e molhada,
regada com lágrimas pranteantes.

Seja dama da noite, do castelo ou angelical,
não importa qual procedência,
 sou um anjo mal,
destemido e sem decência.

No prazer, só  momentos,
em cada esquina, só paixão,
no cavalo, só carabina,
na vida, só emoção.

A estrada,  perde-se no horizonte,
quiçá um dia, pudera eu voltar,
mas quem nasceu cavaleiro errante,
não pode  no coração lamentar.

www.jbpoesias.com
Jose Belarmino Carneiro
Enviado por Jose Belarmino Carneiro em 21/10/2006
Código do texto: T269913
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Belarmino Carneiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
13 textos (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:31)
Jose Belarmino Carneiro