Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O inquisidor

Espelho, espelho meu,
Quem sou eu?
A qualquer um que pergunto,
Dizem-me: não sei, tu não sou eu.

E o espelho, mudamente insensato,
Reflete-se-me nos olhos, essa bala demoníaca,
Que resvala nas paredes do meu corpo interior,
Me estremece e se cospe, procurando nos outros a resposta que é minha.

Eu dá-la-ei. Eu dá-la-ia. Eu não dou. Eu não sei.
Eu procuro. Eu pergunto.
Eu sou o inquisidor cruel
Eu? Quem sou? Sou quem?
Sérgio Caldeira
Enviado por Sérgio Caldeira em 07/01/2011
Reeditado em 07/01/2011
Código do texto: T2714878

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Caldeira
Itapecerica da Serra - São Paulo - Brasil
89 textos (6879 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 10:35)
Sérgio Caldeira