Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cotidiano

Tinha o olhar de carbono puro
E um coração aturdido.
Sagrou sua vida
em altar de espinhos.
Trazia consigo
pecados adquiridos
em caminhos desconhecidos.
Salmodiava, bajulando a alma
despertando na face
o que vem de dentro
e aquece e acalma e alucina.
Podia sentir as mãos
revelando anseios
em desnudos corpos
transbordando
antigos segredos.
Trazia talhado na carne
a certeza do proibido desejo
feito marca em gado de corte
ou tatuagem em lugar sagrado.
No calor da tarde vazia
faltou coragem,
despertou
e varreu a casa
limpando o chão e as chagas
que lhe ardia o coração.

Cristina Oliveira
Enviado por Cristina Oliveira em 30/10/2006
Código do texto: T277109
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cristina Oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Oliveira
São Vicente - São Paulo - Brasil, 53 anos
81 textos (3242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:08)
Cristina Oliveira