Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pressentimento

Confessa-me a escrita
Flagrando-te em meus silêncios
Lendo-me a palma das mãos
À volta das coisas inanimadas
Refugia-se os passos da saudade
Em mim, a vertigem, o alvoroço
De todas as palavras que não sei
Buscando apaziguar a tua falta
As mãos espalmam-se no horizonte
Nenhuma hesitação ao que se deseja
Mas é inútil o murmúrio à distância
E todos os vocábulos que se erguem
Pudesse a voz de todas as letras
Aquietar o silêncio da tua ausência
Repouso docemente a saudade
Pronunciando-te em meu olhar
De súbito apenas a evidência:
Tu és em meu mundo
Palavra que não se escreverá
 
Fernanda Guimarães
www.fernandaguimaraes.com.br
Fernanda Guimarães
Enviado por Fernanda Guimarães em 26/06/2005
Reeditado em 25/08/2008
Código do texto: T27869
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Guimarães
Fortaleza - Ceará - Brasil
430 textos (64357 leituras)
9 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:18)
Fernanda Guimarães