Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas lagrimas

Neste poema despejo minhas lagrimas
inuteis,errantes
Minha codea aparenta tristeza,
sem sentidos mas muito entristecido


Ao meu interior se forma alegria
porem inutil sem serviço
minha alma se torna tirante
em momentos de angustia me sinto sã


Meu interior é como um velâmem
Brilha como as estrelas
acalma-me como a lua
mas seca minhas lagrimas atentamente.
Thaisa Maia
Enviado por Thaisa Maia em 02/11/2006
Código do texto: T280166
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Thaisa Maia
Bituruna - Paraná - Brasil, 23 anos
18 textos (9773 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:28)
Thaisa Maia