Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PÔR-DO-SOL

Tudo se acalma
Os animais se aquietam sem fazer alarde
A brisa sopra mais fresca
Vem chegando o fim da tarde.

O sol abrasador
Impiedoso, agora se esconde
Deixa sua posição altiva no céu
E mergulha no horizonte.

A imperiosa luz
Aos poucos se desvanece
Pinta o céu de vermelho e rosa
E aos poucos desaparece.

As sombras marcantes
Passam a se confundir no chão
Se amenizam e se misturam
Até desaparecerem na escuridão.

Quando o sol passa a se pôr
Acompanha a sinfonia
Grilos, cigarras, pássaros
Se despedem com alegria.

Cores claras, vento suave
Um pôr-do-sol com emoção
Suaviza o nosso dia
Enche de paz o coração.

Por quantos milênios já se repete
Tal espetáculo de beleza singular
Que evocam nossos mais ternos sentimentos
E que suspiros faz arrancar.

É a certeza de cada dia
E a incerteza do amanhã
Fazer que a vida valha a pena
E que não seja frívola e vã.

Mais uma vez o sol se põe
Mais uma vez sou tomada de amor
De ter visto o mais lindo espetáculo
E a mais linda tela pintada pelo Criador!
Cyberquel
Enviado por Cyberquel em 02/11/2006
Código do texto: T280376
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cyberquel
Toledo - Paraná - Brasil
52 textos (1330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualizaçăo em 03/12/16 00:51)
Cyberquel