Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHUVAS DE VERÃO

Cissa de Oliveira

Nos dias em que a água insiste
em devolver o frescor às cores das janelas,
duas coisas me ocorrem naturalmente:
a primeira é desligar os demais barulhos
e a outra, acordar à contemplação.

Passada a chuva
vem a quietude pesada das árvores,
e eu penso nuns versos verdes soprados
que levantassem do silêncio pétreo
uma revoada de pássaros.

Depois, ao menos até a próxima chuva,
isso tudo parece esquecível,
é o que volta a insinuar o som da TV,
do telefone, dos carros nas ruas
e do tagarelar da criançada
que eu nem tive.


Cissa de Oliveira
Enviado por Cissa de Oliveira em 05/11/2006
Reeditado em 05/11/2006
Código do texto: T282702
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cissa de Oliveira
Campinas - São Paulo - Brasil
140 textos (28486 leituras)
10 áudios (1446 audições)
1 e-livros (908 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:49)
Cissa de Oliveira