Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O de Sempre!

Sentada em meu quarto
Em frente à janela fechada
Leio um livro de poemas
Esperando o amor passar.
Para nada então fazer
Que não seja, levemente
Levantar o olhar
E ferir-me com tal visão,
Pois minha covardia me impede
De tamanha ousadia!
Tentar conquistar e sentir
A felicidade tátil... real!

Entro em meus olhos pela vidraça
E vou para dentro de mim
Reviro o que me sobrou
Do nada que conquistei
“.. e me livrar dos meus problemas?
... e ser feliz?!
Será que eu conseguiria?
Só provei da felicidade momentânea
Existe a contínua?”

Volto então meus olhos ao livro
Para novamente fingir
Que sou feliz subExistindo
Num mundo onírico
Por uma ebulição de sensações
E sentimentos construído!
Andréia Alves
Enviado por Andréia Alves em 06/11/2006
Código do texto: T283576

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andréia Alves
Umuarama - Paraná - Brasil, 32 anos
23 textos (1206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:18)
Andréia Alves