Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia de Bolso 52 ( Plúmbea )

As horas são cinzas
No braseiro dos dias
Mas também guimbas
No cinzeiro do tempo
Esmagado entre os dedos
Como se a vida
Abortasse seus espectros
E guardasse em meu quarto
Os seus olhos de inseto!
Aldo Guerra
Enviado por Aldo Guerra em 07/11/2006
Reeditado em 18/11/2006
Código do texto: T285029
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Guerra
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
296 textos (26729 leituras)
3 áudios (533 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:41)
Aldo Guerra