Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FUNESTA ALEGRIA

Numa noite de alegria como esta
Há nos copos e na farra
Um toque de tristeza e solidão
Onde nos afogamos, em bebedeiras sem fim

Esquece-se então os problemas
Esvaía-se a solidão
Tudo é euforia…
Onde mais nada existe em nossa mente

Como se uma nuvem negra
Escurecesse o nosso pensamento
E o tornasse obscuro, e oco...

Há funesta alegria!...

Que alimentas falsas ilusões
Em muitos corações abandonados
E fazes com que homens mal fadados
Tenham o princípio, do seu fim…
Mário Margaride
Enviado por Mário Margaride em 11/11/2006
Reeditado em 11/11/2006
Código do texto: T288252
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Margaride
Portugal, 64 anos
373 textos (27596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:02)
Mário Margaride