Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Boca da noite

Boca da noite
TecaMiranda
 
Na boca suja da noite
O cão ladra sua fome
Ouvem-se vitupérios
Na língua como açoite.

Na fria luz da aurora
Corpos se digladiam
Silêncio em ato lúgubre
No olho que não chora.

Na escaldante manhã
Preciosa vida jaz inerte
Burburinho de selvagens
E a fé se diz cristã.

Na boca suja da noite
O cão vasculha seu lixo
Marca com urina o território
Na boca suja da noite.
TecaMiranda
Enviado por TecaMiranda em 11/11/2006
Código do texto: T288537
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TecaMiranda
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 59 anos
22 textos (1233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:08)
TecaMiranda