Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Princípio

'... na paixão de um homem, na inquietude
das feras, no vermelho
que o fio da lâmina provoca
o olho acostumado a perscrutar
as máscaras, as almas, o que não se confessa...'


no instante da impaciência dos tigres
no momento das conspirações
das ordens proibidas
na instância do punhal
abro-me ao teu abraço
ao corpo único que me toma
a mente, a alma, o desejo
abro-me flor em orvalho nas pétalas
ao aroma fecundo do sândalo
em meu gosto de alcaçuz
na hora dos presságios e augúrios
à hora dos rituais de todas as coisas
dos sortilégios, das fosforescências
abro-me às febres intermitentes
ao calor e aos arrepios do contágio
aos elementos em sua seqüência
ao primeiro brilho da saliva
escorrida ao canto no canto do canto
na umidade do púbis
onde os gemidos principiam
na hora do pouso da águia
a que a terra fecunde a semente.
Maria Quitéria
Enviado por Maria Quitéria em 13/11/2006
Código do texto: T290312

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mquiteria). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Quitéria
São Paulo - São Paulo - Brasil
1098 textos (344672 leituras)
1 áudios (2463 audições)
4 e-livros (3951 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:07)
Maria Quitéria