Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imutável

Tenho os olhos fundos,
A voz presa na garganta,
que não se cala
e não voa...
Tenho amor profundo,
que cai e se levanta
que quebra a cara
também perdoa...
Eu sou assim
As vezes boa, as vezes má
Quero amar e não chorar
e ainda quero rir no fim.
Eu sou assim
Meio beata, meio maluca
sou meio certa, meio confusa
e nunca quero tudo pra mim...
às vezes sim.
Eu sou assim
meio moral, meio enlouquente
sou meio certa e inconsequente
faço o que quero até o fim.
Sou a mãe e a profana
o que não for agente engana
até quando consiga viver assim
Sou a racional e a possessiva
a fatal e a passiva
o que você fará de mim?
Eu sou assim
Uma aquarela, um dominó
sou tudo isso em uma só
quem me quiser
me encare assim!
Ana de Castro
Enviado por Ana de Castro em 14/11/2006
Código do texto: T290716
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana de Castro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
4 textos (132 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:38)
Ana de Castro