Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O gosto da rosa

Foi quando provei da rosa
— uma pétala rubra e saborosa —
que me olhaste assim, de lado,
com olhar de encantamento
e sorriso doce, admirado.
Ofereci a ti uma pétala,
fizeste cara de estranheza!
— Brigada, seu moço,
mas rosa não se come!
E eu quis te provar
que flor também é almoço,
quando é de amor a fome.
E por que gostei do teu riso,
perguntei teu nome:
— Rosa.
Nem precisavas ter nome de flor.
Podias ser só Maria,
que mesmo assim, de ti,
cada pétala eu provaria,
e em cada uma sentiria,
nos meus, o gosto dos teus
lábios cor-de-rosa.
Marcelo Grillo
Enviado por Marcelo Grillo em 16/11/2006
Código do texto: T293331
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Grillo
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil, 59 anos
15 textos (915 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:54)
Marcelo Grillo