Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Descuido

Tens andado muito distraída.
Percebes detalhes
e não percebes o geral.
Não ando mais a te cuidar,
porque não é mais preciso.
Tuas feridas cicatrizaram;
já podes andar sozinha,
por tuas próprias pernas,
a cuidar do teu destino.
Não ando mais por perto;
apenas pressinto teus passos
vindo ao meu encontro.
Não represento mais perigo,
o teu medo de amar de novo.
Minha cama não tem mais lados,
minha vida não tem mais rotina.
Acostumei-me com teu olhar
sorrindo com minha presença.
Tudo se acalmou em mim,
depois de curada a paixão.
E nada mais, meu amor,
nada mais espero de ti,
a não ser que continues
deixando que eu me enleve
e flane sem pressa,
e passeie pelo teu céu,
e penetre em ti,
nuvem doce de algodão,
e te saboreie aos pedaços
Marcelo Grillo
Enviado por Marcelo Grillo em 16/11/2006
Código do texto: T293336
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Grillo
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil, 59 anos
15 textos (915 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:48)
Marcelo Grillo