Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como trocar as cordas de um violão

Com ternura: puxar a ponta
Da sobra da corda
Pelo orifício da cravelha.
Girar, girar, girar
Até que a corda ceda.
Então, com dedos calejados
Desamarrá-la do rastilho.
Chamá-lo assim:
Meu doce alaúde,
Minha violinha caipira.
Pensar no amado.

Com raiva: arrancar cada corda
De um só estirão.
Sentir o corte do náilon
Na palma da mão.
A corda estala,
As cravelhas saltam,
O rastilho estoura,
O braço se parte,
Madeira e verniz
Rasgando de dor.
Algo há de ceder: o violão
Ou você.
Lavínia Saad
Enviado por Lavínia Saad em 20/11/2006
Reeditado em 28/11/2006
Código do texto: T296090

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lavínia Saad
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
98 textos (2875 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:43)
Lavínia Saad