Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TAÇA DE PEDRA

                             
                 
    Autor José Mauro Cândido Mendes
                                                                                 

                                                                                                             “Este rio é como a língua de um bicho a lamber os barrancos da solidão" Gabriel Nascente
                                                                                               



Taça de pedra, meu caminho.

Caminhar que me fascina
       caminhando
pelo leito caminhando.

Caminho que me leva ao encantamento.
A ti preservo, meu cerrado goiano,
por entre frondosas árvores:
pau d’óleos, sucupiras, jatobás, barus...

Caminho que inspira caminhar.
Caminhar que me fascina,
entre aves saltitando, piando,
emas, siriemas, pelos caminhos.

Caminho, me fascina a caminhar.
Araras, maracanãs, tucanos
em vôos voando...

Caminho que me chama a caminhar.
Canários a cantar.

Caminhos que me conduzem
às  nascentes dos meus desejos,
e me fazem poeta.

Águas que correm cristalinas
cortando pedras sobre pedras.

Águas que lambem as ribeiras
da verde vegetação.

Terra amada,
            que bênção divina!

Por esses rincões predadores
            não chegam!

              Fazenda Taça de Pedra, Caiapônia, março 2005)

 
jose mauro candido mendes
Enviado por jose mauro candido mendes em 21/11/2006
Reeditado em 25/09/2008
Código do texto: T297430
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose mauro candido mendes
Goiânia - Goiás - Brasil, 61 anos
75 textos (2313 leituras)
1 e-livros (5 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:39)
jose mauro candido mendes