Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A POESIA


A poesia se encantava,
Quando a música cantava o seu canto de amor
E  espantava do poeta
As inspirações de pranto e de dor.

A poesia inventa e se desfaça,
E ela se acalanta e não se cala
E por quem a faz com lástimas,
Na meninas dos olhos traz !... um rio de lágrimas,

E quando ela é bela, tristonho é seu dono,
Que inspira na dor, na melancolia,
Que pedindo louvor se erguia,
E com letras de aço fazia a poesia.

E quem sabe hoje ver, que a poesia se massacra,
Porque tantos ídolos ocultos,
Tentam mostrar somente a capa,
Mas não divulgam nem seus vultos.

E hoje a poesia se oculta
Só o passado mostra os ídolos
Que acalentados pela morte, vivem com estrídulos,
Relembrando aquela sorte.
                           

E quem fala da poesia chora,
Sem saber onde hoje mora,
Aquelas inspirações perfeitas, dos donos da poesia,
Que nela eles tanto enfeitam

E quantos choram também, querendo Ter mas não tem,
Uma página e uma caneta, para aprender a ser poeta
Fugindo da dor e da melancolia,
Fazendo aquela linda poesia.
 




 
gercino arruda
Enviado por gercino arruda em 22/11/2006
Código do texto: T298158
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
gercino arruda
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 56 anos
15 textos (471 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:04)