Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ZEA MAYS


És estrangeiro no campestre reinado
Padeces no calor do sol e no pranto da chuva
Mas se o tempo faz de ti príncipe bastardo
Tua silhueta garbosa ao vento não se curva.

Dadivoso donzelo dos campos
Na alegria do vôo das borboletas
Tua cabeleira “rastafari” é encanto, que
Aguça o apetite das vespas.

Bissexuado ser de folhas e talo
Transportas arca de tesouros na barriga
Dela colho rebentos espigados
Quando a cintura de milho se engravida.
Antonio Virgilio Andrade
Enviado por Antonio Virgilio Andrade em 01/07/2005
Código do texto: T29895
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Virgilio Andrade
Riacho Fundo - Distrito Federal - Brasil
152 textos (16227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:13)
Antonio Virgilio Andrade