Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Procurei-te, achei-te solidão.

Quantas perguntas escondidas
neste mundo tão vazio.
Quanta sede no meu espírito cansado.
Era necessário esconder-me
das entranhas da minha inquietação
Eras o refúgio ideal.
Desejei-te. Suspirei por ti,
qual manancial de quietude.
Tudo isso encontrei em ti.
Envolveste-me nesse teu véu
tão espesso, tão teia...
Agrilhoaste o meu corpo
é tua a minha vivência...


Mas chega.
Cansei-me de ti.
Quero, exijo, a minha liberdade.
Quero de novo a emoção
de me sentir vivo na vida.
Correr, tropeçar,
mas erguer-me de novo.


Desculpa companheira..
já não preciso de ti.


Rosa Maria Anselmo

Rosa Anselmo
Enviado por Rosa Anselmo em 23/11/2006
Código do texto: T299163
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Anselmo
Portugal
11 textos (186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:28)