Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coração de Fenix

Algumas vezes me pego em silencio.
Silencio que corrói e me rasga em lembranças.
Sentimentos de tudo que passou.
Asco do que se seguirá.

As vezes me pego sem voz.
Sem motivo aparente.
Mas sempre existe uma razão.
Mesmo que seja em simples ramos de desilusão

Nem sempre consigo expressar o que quero.
Nem sempre tento fazer o que quero.
Mas sempre sei o que quero.

Quero sussurrar o uivo inaudível aos mortais,
Sentir o veio de vida que ruge ao amanhecer,
Presenciar o brilho do orvalho nas folhas de hortelã.
Quero despertar na relva, de seus sonhos.

Renascença de um momento fatídico.
Coração de Fênix ressurgindo da escuridão.
Tirocínio e acepção das  maleficências do passado.
Límpida dilaceração de indulgências fracassadas.

Sem medo, seguir para o amanhã.
Sonhar com a realidade de meus dias.
Despertar o âmbito de minha alma.
Iluminar... Amar... Ter... Sentir...Você...
L Max
Enviado por L Max em 01/07/2005
Código do texto: T30002
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
L Max
Santo André - São Paulo - Brasil, 40 anos
20 textos (1077 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:16)
L Max