Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempestade de Verão.

A tarde estava linda,
cheia de sol,
tudo parecia perfeito.
Mas derepente o tempo mudou,
o sol deu lugar a nuvens escuras,
o dia virou noite,
pessoas corriam pelas ruas
tentando fugir da tempestade
que hávia chegado derepente.
O vento que nos dias quentes nos refresca
era tão forte que árvores centenárias
eram arrancadas do chão.
Telhados eram arrancados
e arremessados longe.
Parecia que tinha chegado o fim de tudo!
A energia elétrica já tinha acabado
desde o inicio da tempestade.
Parecia que as horas tinham parado
os segundos viraram longos minutos
que pareciam não terminar mais.
E derepente por entre aquelas nuvens
surgiu um belo raio de sol
a chuva foi parando aos poucos
e o vento parou de soprar
num piscar de olhos,
e logo o sol com todo seu brilho
tomou conta do céu de novo.
O cenário era de destruição
com um toque especial do sol
que ali brilhava intensamente.
O que hávia acontecido ali
fora apenas mais uma
tempestade de verão,
dessas que se vem e vão,
e que por onde passam só deixam destruição...
Markus Borba
Enviado por Markus Borba em 27/11/2006
Código do texto: T302467

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Markus Borba
Venâncio Aires - Rio Grande do Sul - Brasil, 31 anos
114 textos (11901 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:26)
Markus Borba