Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM SOU ?

Sinto orgulho em minha vida
Por ter andado na escola
Não preciso pedir esmola
Minha mente é instruída.
Estudei muito por dever
Hoje tenho profissão
Com fé em meu coração
Mulher espero merecer!
Trabalho com devoção
Sou divertido e leal
Numa certa ocasião
Penso: _Quem sou afinal?

Serei água, serei pó,
Ou apenas corpo e mente?
Por vezes ando contente
Outras, sinto-me tão só.
Neste mundo interesseiro
Tudo pensa no dinheiro
No orgulho e no poder.
Eu vivo na nostalgia
De ver chegar outro dia
Pra outro Cristo nascer!

Este Deus que agora existe
Parece que já desiste
Do que ao mundo ensinou.
Esse amor que proclamou
Essa palavra tão rara
Essa paz que anunciara
Tudo se desvaneceu
Num instante, num momento
A imagem, o sentimento
Afinal, Quem serei Eu?


O Poeta Alentejano
Enviado por O Poeta Alentejano em 29/11/2006
Código do texto: T304856
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Poeta Alentejano
Portugal, 49 anos
849 textos (13616 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:37)
O Poeta Alentejano