Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Heresias

Não sou nada nem ninguém,
Seres humanos ególatras!
Pequem! Malditos alcoólatras,
Com todo o meu desdém
Definhados no Além,
Escarnadores chocólatras.

Morram! Humanos cretinos.
Chorem com a  pestilência,
Matem-se com a inocência,
Ausente até nos albinos.  
Nutrem os seus intestinos,
Munidos de  indolência.

Suas almas serão tragadas
A um lugar inexprimível,
Onde serão inservível.
Peles serão inquinadas,
Almas serão exumadas.
Você será invisível!

Com toda sua insanidade,
Você fez o inigualável...
Mas já está imitável.
Morra como autoridade,
E com a imoralidade
Que,um mundo injustiçado,
Vingou-se com seu respaldo.

Serafim da Mágoa
Enviado por Serafim da Mágoa em 30/11/2006
Reeditado em 29/06/2007
Código do texto: T305804
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Serafim da Mágoa
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 28 anos
22 textos (802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:33)