Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lástimas de Dor

À minha pequena anjinha,
Andando triste em meu parque,
Com a Ira de Linkin Park
Treze anos, pequenininha.
Borboleta.Ah... tadinha...
Tu não concedeste, por quê?

À pequena borboleta,
Cuja vida foi sofrida,
Tentando adiantar a ida,
Mas se Deus controla até o E.T.A...
Acorde com uma corneta!
O que fará com sua vida?

À Borboleta estressada,
Noventa e um, o mundo caiu.
Meia altura, já conseguiu
A Libra de sua caçada?
Ribeirão pretana amada
Nirvana, você subiu?

Lúcifer colocou sua alma
Deus fez o corpo perfeito
Em um Greenday obsoleto
Quarenta quilos de calma
Pecados? Seu único carma...
Formosa dama de preto.

Sua linda alma azul turquesa
Mexeu meus dias centenários
Mas meu coração, um corsário

Tentando resgatar minha princesa
Para, gritando, com toda certeza
Meu amor,tenha um feliz aniversário...

Serafim da Mágoa
Enviado por Serafim da Mágoa em 02/12/2006
Código do texto: T307769
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Serafim da Mágoa
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 29 anos
22 textos (802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 14:44)