Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Epístola



Não despertes, Ó Vento, as minhas mágoas,
Nem sopres nas feridas ainda abertas...
Pois mesmo que espreitem pelas frestas
do suplício, ainda queimam como fráguas!
 
Deixa-as, então, que dormitem serenas
Nas entranhas das lágrimas amenas!
Cristina Pires
Enviado por Cristina Pires em 13/07/2005
Código do texto: T33742

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Pires
França, 51 anos
87 textos (6702 leituras)
1 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:04)
Cristina Pires