Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quatro oceanos de Saudade...

Um oceano

Quantas pessoas já machucaste hoje?
Quantas já fizeste chorar?
Agora já são horas de se levantar
Ir para a vida
E abrir bem os olhos
Já são horas de começar a mudar

Chega de estourar bolhas no ar
Chega de tentar sempre fingir
E mesmo sabendo que não irá conseguir
Talvez abrir os olhos
Ou seguir sua vida
Já pensaste em levantar após cair?

Mesmo estando perdida
Quanto tempo irás esperar por mim?
Quanto tempo irás esperar pelo mundo?

Pois eu também tenho medo
Se formos ambos embora
Achas que não vou esperar, mesmo assim?

Quantas pessoas já machucaste hoje?
Quantas já fizeste chorar?
Agora não é hora de ver o passado
Mas como esquecer
E não fechar os olhos
Se ainda estou machucado?

Mesmo estando escondido
Por quanto tempo irás procurar o sorriso?
Já não vejo mais as horas passarem

Mas eu ainda estou contando
E ainda estou esperando
Sorrir apenas enquanto estiver contigo

Dois oceanos

E se, quando acordar, eu precisar de ti?
Contar meus segredos

Hoje eu tive um pesadelo

Ninguém me disse que seria fácil
Contar meus segredos

Hoje eu tenho medo

De acordar e ainda precisar de ti

Três oceanos

O relógio ainda está contando o tempo
E ainda estou contando as horas
Esperando para te ver de novo
Contando os segundos desde que foste embora
Com uma saudade sussurrada no vento
Sentindo a presença
Da tua ausência
Passado, futuro: agora
Abrindo os olhos ao Sol
Eu ainda estou contando o tempo
Enquanto aquela estrela ainda chora

Quatro oceanos de saudade

Nuvem negra
Carrega-me
Vivo em um mundo perfeito
Leva-me
Minha visão é cega!

Nuvem negra
Carrega-me
Nunca direi que aceito
Leva-me
Ainda estou sem ela!
Sigur
Enviado por Sigur em 13/07/2005
Código do texto: T33964
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigur
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 32 anos
3 textos (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:21)