Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ETOPÉIA

Agraciado pela ausência
De vozes e algozes
Deslizo nas balizas
De deslúcidas* razões

Emoções e marulhos
Sondo e me reviro

É nesse estado
Que me pressinto
No Todo no Nada
Meramente Eu

Na visão atordoada
Achego a terra ansiada

Pelas ditadas pausas
Declaro a perenidade
Desfaço meus elos
Sou ubíquo inteiro

No círculo do Amor
Torno-me a Presença


(*Neologismo, significando “não lúcidas”)
Jean Pierre Barakat
Enviado por Jean Pierre Barakat em 05/02/2005
Reeditado em 22/01/2013
Código do texto: T3482
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Pierre Barakat
Fortaleza - Ceará - Brasil, 53 anos
111 textos (4960 leituras)
1 e-livros (96 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:58)
Jean Pierre Barakat